Num bairro muito, muito distante

A atividade de vasculhar o portfolio de Paul Davies é mágica. De repente, é como se estivéssemos caminhando em círculos por um bairro afastado e desconhecido, nos perguntando, receosos: “Onde estou? Isso existe?” Isso porque o foco do artista é a arquitetura moderna/contemporânea e sua oposição ao mundo natural. Com cores sobrenaturais e formas que…