Contos de fadas e de feras

Nos contos de fadas de Kathy Ruttenberg, o príncipe encantado não tem vez. Se por um lado possuem aquela estética mágica típica das histórias infantis, suas alegorias simbólicas distorcem a natureza e excitam a imaginação por meio do bizarro e do absurdo. Para criar as esculturas, a norte-americana utiliza materiais como cerâmica, metal, vidro, tecido…