Isaac Cordal: pequenos homens em grandes cidades

Numa reflexão sobre a sociedade atual, o escultor Isaac Cordal criou a série de microesculturas intitulada “Eclipses de Cemento” (“Eclipses de Cimento”, em português). O cimento é o pano de fundo, o cenário para suas instalações – um material industrial e símbolo da “anti-naturalização” das coisas. A massificação e a objetificação do homem moderno estão representadas em suas esculturas, que também mostram uma tentativa de sobreviência da natureza. Por isso o tamanho das esculturas – que fazem qualquer poça d’água parecer um lago.