Além das buzinas

Buzinas, sirenes, palavrões, filas, propagandas, trânsito, assaltos. Ao olhar para o céu, poluição e chuva; ao olhar para o chão, lixo, pessoas desabrigadas e motoqueiros acidentados. Ao seu redor, prédios e mais prédios, janelas e mais janelas. Sinais, luzes, graffitis, pichações. Pessoas e mais pessoas. São tantas mensagens, tantos detalhes, que o paulistano acaba não…