Autorretratos alucinados

Num projeto experimental que lhe rendeu dano cerebral moderado, Bryan Lewis Saunders usou todo dia uma droga diferente para produzir autorretratos entorpecidos. Cada desenho explora a percepção do artista sob o efeito da substância em questão. Loucura!